Os convidados para palestrar nesta manhã (13) durante a programação da Reunião dos Representantes de Base falaram sobre diversos aspectos que contribuem para o enfraquecimento dos sindicatos e das lideranças sindicais. 

Para o Professor Raimundo de Jesus o serviço público é a defesa do Estado e os ataques contra a estabilidade dos servidores públicos é uma forma de enfraquecer a atividade pública.

“Já pensou se a justiça começa a interpretar que o capital é a parte fraca e que o trabalhador é o opressor? ”

O professor falou da relação entre República e Democracia, segundo ele “a República é a defesa da coisa pública e a democracia é a defesa do coletivo. Elas têm que andar juntas. Uma complementa a outra. ”

O Professor explica que há uma crise capitalista que se acentuou quando as riquezas deixaram de ser produzidas.

“Quem produz riqueza está sendo massacrado. O trabalhador que produz riquezas, este, está desempregado. O papel do trabalhador é estabilizar o cenário e lutar para implementar o estado social democrático”.

Raimundo alertou para a intenção de enfraquecimento dos sindicatos. Segundo ele as propostas que retiram a estabilidade dos servidores têm a intenção de enfraquecer a categoria que trabalha na justiça e que fiscaliza os “Grandes”.

O coordenador da Fenajufe, Roberto Policarpo, lembrou que a reforma trabalhista não resolveu o problema do desemprego. Na verdade, o país vivencia o crescimento da informalidade.  

“É um governo que está desmontando tudo”, afirmou ele.

Além da crise política, econômica, o coordenador analisou que o Brasil está diante de uma nova crise, a ameaça do Coronavírus. Segundo Policarpo a capacidade de enfrentamento do país contra o vírus é muito menor, pois após a aprovação da Emenda 95, a saúde e seguimentos de pesquisa trabalham com orçamento reduzido.

Policarpo também lembrou que o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, emitiu uma medida para restringir a entrada e circulação de pessoas no congresso como forma de evitar a proliferação da doença.

O coordenador questionou o poder de desmobilização da medida, que pode ter o objetivo de enfraquecer a mobilização do povo. Policarpo disse que uma medida deverá pedir a suspensão de todas as votações enquanto houver restrição no congresso.

Mara Weber coordenadora do Sintrajufe-RS também falou na manhã de hoje. Mara falou da importância de inserir as mulheres na discussão sobre conjuntura. Ela disse que é preciso fazermos uma reflexão sobre como foi possível chegarmos a esse cenário.

“Como foi a nossa caminhada até aqui? Nós temos que pensar qual foi o caminho de desconexão com a consciência de classe, um caminho que nos fez pensar que nós nos bastávamos”.

Mara lembrou a trajetória de luta dos servidores, mas que por alguma razão os servidores se distanciaram da classe trabalhadora.

“Hoje a gente tem que repensar isso