Não é o momento para cisões e rupturas. O inimigo está forte e espreita, silencioso e raivoso, para nos derrotar em nossas demonstrações de fraqueza, de desunião.

Coeso, o governo segue unido e firme no propósito de levar à venda, nossos postos de trabalho. Substituir cada um de nós por uma máquina ou por um trabalhador terceirizado e expropriado de sua dignidade, fragilizado e vulnerado, sem qualquer autonomia. Coeso, o governo não está disposto a negociar. Coeso, o governo quer nos tirar tudo o que a unidade conquistou. O ataque será fulminante.

Perdidos em nossos tiroteios internos, com motivações individuais e por vezes nada nobres, estamos sucumbindo. Pouco a pouco estamos perdendo. E agora sob risco de perder mais.

É nesse cenário delicado que a ameaça de ruptura se materializa. O resultado do Congresso do Sindjus/DF, no sábado 3, após aprovada uma desfiliação intempestiva, expõe a risco toda a Categoria do Judiciário Federal em Brasília e enfraquece todo o Funcionalismo Público brasileiro.

A história de luta aguerrida pelos direitos dos Servidores(as) do Judiciário Federal e TJDFT, construída pelo Sindjus/DF, uma Base que nunca fugiu aos seus deveres, vigilante e atenta, agora corre o risco de se perder na névoa dos interesses políticos menores.

Não é o momento para cisões. Não é o momento para rupturas. O inimigo está forte e espreita, silencioso e raivoso, para nos derrotar em nossas demonstrações de fraqueza, de desunião. Separados, somos um alvo fácil. Fragmentados, somos apenas ecos de uma história.

Temos uma luta árdua pela frente. É hora, mais que nunca, de nossas mãos, almas e corações estarem irmanados numa só bandeira!

Fonte: https://www.fenajufe.org.br/noticias/noticias-da-fenajufe/7109-nota-publica-em-defesa-da-unidade-e-do-fortalecimento-da-categoria