Conhecendo a história do SINDJUF-PA/AP

(Fundado em: 01/02/1998)

 

Fundação do SINDJUF-PA/AP

 

Com o advento da constituição de 1988, várias entidades sindicais surgem tendo como bandeira de luta a defesa dos direitos, representação e organização dos servidores públicos das várias esferas do poder. É neste momento que os servidores públicos do Poder Judiciário Federal criaram suas entidades representativas de caráter sindical, que passaram a ter atuação dentro dos vários Tribunais Federais brasileiros.

 

Imbuídos deste sentimento que moveu outras classes trabalhadores do país, os servidores públicos federais do Poder Judiciário nos Estados do Pará e Amapá, resolveram se organizar e fundar várias associações de servidores do Poder Judiciário Federal nos dois Estados, como a ASTRA/8ª (Associação dos Servidores da Justiça do Trabalho da 8ª Região), ASSEJE/PA (Associação dos Servidores da Justiça Eleitoral do Estado do Pará), ASTRE/AP (Associação dos Servidores do Tribunal Regional Eleitoral do Amapá) e ASSEJUS (Associação dos Servidores da Justiça Federal).

 

Em razão dos entraves de cunho jurídico-administrativo impostas por parte das administrações de alguns órgãos do judiciário nos dois Estados os trabalhadores iniciaram debates quanto à fundação de sindicatos para representá-los juridicamente. Para superar esse obstáculo, servidores do TRT da 8ª Região (PA/AP) resolveram, após vários debates políticos no seio daquela categoria, criar no dia 11/10/90 Sindicato dos Servidores da Justiça do Trabalho da 8ª Região (SINTRA-8ª).

 

Em seguida trilhando o mesmo caminho, os servidores do TRE do Pará, em Assembléia Geral Extraordinária, no dia 30/01/91, extinguiram a ASSEJE-PA e, em seu lugar, fundaram o Sindicato dos Servidores da Justiça Eleitoral do Estado do Pará (SINDSJUSE/PA).

 

Mesmo com a resistência de algumas lideranças políticas do movimento, que se encontravam à frente do SINTRA-8ª, que resistiam em entrar na nova entidade nacional unificada (FENAJUFE), o processo de unificação nos Estados do Pará e Amapá foi um sucesso, pois demonstrou as vitórias só seriam alcançadas com mais força e representatividade política.

 

Após a realização de várias reuniões e debates entre várias lideranças políticas dos trabalhadores do TRE-PA, JF-PA, TRT-8ª e JMU-PA, em novembro de 1992 foi realizado, no auditório antigo do TRT 8ª em Belém o I Encontro Regional dos Trabalhadores do Poder Judiciário Federal, cujo final, culminou com a eleição de delegados para representarem os trabalhadores no I Congresso Nacional dos Trabalhadores do Poder Judiciário, que foi realizado no final de dezembro em Brasília, que fundou a FENAJUFE.

 

No entanto, o abandono do congresso de parte da delegação do Estado do Pará, pelos representantes dos trabalhadores da Justiça do Trabalho, fez com que o processo de unificação local da categoria sofresse um retrocesso, pois os delegados representante dos trabalhadores da Justiça Eleitoral do Pará, permaneceram no Congresso e votaram pela fundação da nova entidade Nacional, levando o SINDSJUSE-PA a filiar-se a mesma e, conseqüentemente levando o SINTRA-8ª a permanecer filiado a antiga Federação Nacional de Associações e Sindicatos da Justiça do Trabalho - FENASTRA, juntamente com outras entidades de outros Estados que abandonaram o evento.

 

Uma nova diretoria assumiu a direção da entidade e não encaminhou as demandas da categoria representada, fazendo com que surgissem descontentamento no seio da mesma, culminando com a eleição de uma nova diretoria que reinseriu o sindicato nas discussões que tratavam sobre o processo de unificação do sindicato com outras entidades do Judiciário Federal nos Estados do Pará e Amapá.

 

Nos dias 31/01, 01 e 02/02/98, com as presenças de delegados de todos os ramos do PJF nos Estados do Pará e Amapá, bem como de várias autoridades e representantes de outras entidades sindicais de trabalhadores, tanto do serviço público com do setor privado, da Federação Nacional Sindicatos de Trabalhadores do Poder Judiciário Federal - FENAJUFE e Central Única dos Trabalhadores - CUT, realizou-se o I Congresso Regional dos Trabalhados do Poder Judiciário dos Estados do Pará e Amapá, que fundou o SINDJUF-PA/AP, extinguiu o SINTRA-8ª e SINDSJUSE-PA, além de ter discutido e aprovado do estatuto, ter eleito e dado posse da primeira diretoria executiva da nova entidade.

 

Logo após a fundação da entidade, a primeira providência da diretoria foi trabalhar a consolidação política do processo de unificação dentro da categoria, tendo em vista que muitos trabalhadores ainda não estavam filiados. Com a implementação da campanha de filiação e refiliação, a entidade passou a contar com um bom número de sindicalizados, e uma boa arrecadação, que levaram a primeira diretoria a iniciar a estruturação administrativa da entidade.

 

Neste processo de fundação, estruturação e consolidação política da entidade, tiveram grande participação de várias lideranças desses trabalhadores, dentre as quais podemos destacar: Alice Romana, João Carlos Aguiar, Maria Adélia Mercês (TRT/8ª), Francisco Barros (TRE/AP), Waldson Silva, Ângelo Passos, Cláudio Luiz, Rossi Belo (in memoriam) e José de Ribamar Silva (TRE-PA), Aluísio Santos (JMU/PA) e Lauriano Pinto (JF-PA).

 

O processo de consolidação política da entidade junto sua base se deu principalmente através dos jornais e boletins do sindicato, além das assembléias gerais, setoriais, seminários e encontros, que proporcionaram formação política da categoria.

 

Em 1999 um ano após sua fundação, a nova entidade já dispunha de uma sede própria, devidamente estruturada e com cacife para participar ou realizar eventos de interesse da categoria, tanto a nível Estadual como Nacional.

 

Apesar de novo, com apenas menos de uma década de vida, o SINDJUF-PA/AP conseguiu estar sempre à frente de todas as lutas importantes da categoria. Hoje o sindicato é uma entidade sólida dentro da categoria que representa. Prova maior é o grande crescimento no número de filiados ao sindicato. Logo que foi fundado, contava com pouco mais de 600 filiados e, em 2002, quase cinco anos depois, já contava com mais de 1.000 associados, em um universo total de aproximadamente 1.800 integrantes nos dois Estados.

 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Full Reviw on best bokkmakers by http://artbetting.net/
Download Premium Templates
Bookmaker No1 in The UK - William Hill by w.artbetting.net