Imprimir

Servidores do judiciário estadual paralisam suas atividades em todo o Pará

Publicado em Destaque

Os servidores do Tribunal de Justiça do Estado do Pará (TJE-PA) paralisaram hoje (30/05) os serviços da Justiça estadual em todo o território paraense. Em Belém, aproximadamente 200 servidores se concentram em frente ao Fórum Cível de Belém, localizado na praça Dom Pedro II, bairro da Cidade Velha. Esta é a primeira de cinco paralisações programadas até o dia 28 de junho, data em que se deflagrará greve por tempo indeterminado, caso a administração do TJE-PA não aceite as reivindicações da categoria. A categoria também não participará de mutirões judiciários e de esforços concentrados a partir de agora.

O movimento intitulado ReaJusto Já! organizado pelo Sindicato dos Funcionários do Judiciário do Estado do Pará (SINDJU-PA), busca repor as perdas acumuladas nos últimos anos. A proposta defendida pela categoria é de reajuste de 13,72% e aumento de R$ 200,00 no auxílio alimentação. “Estamos paralisando atividades em todo o Estado do Pará. Estamos com o salário rebaixado. Tivemos perdas inflacionárias de 2016 que não foram repostas. Naquele ano a inflação deu 9,8% e a administração concedeu apenas 2% de reajuste. Desde deste ano estamos com um salário defasado em relação a 2015. Hoje iremos nos concentrar em frente ao Fórum Cível de Belém e nos unirmos com servidores do Departamento de Trânsito do Estado do Pará – o Detran – em frente ao Ministério Público do Estado do Pará que reivindicam investigação de fraudes no órgão. Os servidores públicos precisam se unir para resistir frente aos ataques que vem sofrendo”, afirmou o presidente do SINDJU-PA, Thiago Lacerda.

Em outras comarcas como em Santa Izabel, Ananindeua, e Castanhal servidores também realizam manifestações. Na última assembleia, realizada no dia 23 de maio, os servidores rejeitaram por unanimidade a proposta apresentada pela administração de reajuste de apenas 3% e aumento de R$ 50 no auxílio-alimentação. A administração se dispôs a analisar às perdas inflacionárias do período de 2015-2016 apenas no final de julho. A administração também não concordou com a planilha elaborada pelo SINDJU-PA que demonstrou perdas de 7,03%. Para o TJE a perda acumulada seria de 6,66%.

Veja aqui as orientações gerais sobre a greve e as paralisações.

Fonte: Sindju-PA

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Full Reviw on best bokkmakers by http://artbetting.net/
Download Premium Templates
Bookmaker No1 in The UK - William Hill by w.artbetting.net