Imprimir

Em frente ao TRT 8ª, categorias pedem pela manutenção da Justiça do Trabalho

Publicado em Destaque

O ato que também pedia pela manutenção de direitos sociais teve a presença da coordenação do Sindjuf-PA/AP

 

Na manhã desta segunda-feira (21), sindicatos, trabalhadores e outras entidades representativas se concentraram em frente ao TRT 8ª para protestar contra a ameaça de extinção da Justiça do Trabalho.

Representando o Sindjuf-PA/AP esteve presente no ato os coordenadores Jacqueline de Almeida e Antonio da Mota, servidores do Tribunal.

O ato que ocorreu nacionalmente; no Pará, foi organizado pela Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho da 8ª Região (AMATRA 8ª) que se mobilizou após recentes declarações do Presidente Jair Bolsonaro sobre a possível extinção da Justiça do Trabalho.

O ato foi classificado de extrema importância para a defesa dos direitos trabalhistas e sociais e teve o objetivo de evitar que a Justiça do Trabalho seja extinta assim como foi o Ministério do Trabalho.

Os militantes expuseram preocupação com a fragilidade das relações de trabalho, por isso a Justiça Trabalhista precisa ser protegida e além disso com o destino que deve tomar o corpo funcional do Tribunal, formado por servidores e magistrados.

 

Comentários   

 
#1 Daniel Fernandes 05-02-2019 12:58
Em que pauta de governo ou de que instituição está a extinção da Justiça do Trabalho?

Será que chegou ao conhecimento da Diretoria do Sindjuf o comunicado do Presidente do TST?
Citar
 

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Full Reviw on best bokkmakers by http://artbetting.net/
Download Premium Templates
Bookmaker No1 in The UK - William Hill by w.artbetting.net