Imprimir

Em assembleia do Sindjuf-PA/AP, Assessoria Jurídica leva informações e esclarecimentos sobre as principais questões de interesse dos servidores do TRT 8ª

Publicado em TRT-8ª

A Assessora Jurídica do Sindjuf-PA/AP, Lara Iglezias, esteve na tarde dessa quarta-feira (11), em Assembleia Setorial no TRT 8ª, trazendo informações e esclarecimentos sobre importantes questões para os servidores do Tribunal.

Durante o evento estiveram presente também a Diretoria do Sindjuf, representada pelos coordenadores Antônio da Mota, Arcelino de Barros, Jacqueline de Almeida, Ângelo Passos e Maria José Paixão.

Ação dos 13,23%

A advogada atualizou os últimos acontecimentos sobre a ação dos 13,23%, segundo ela no mesmo dia em que o Conselho Superior da Justiça do Trabalho (CSJT) decidiu autorizar os Tribunais do Trabalho a estender o percentual de 13,23%, a todos os servidores da Justiça do Trabalho, o Ministro Gilmar Mendes determinou a suspensão imediata do pagamento. A suspensão faz parte de uma liminar concedida a pedido da União.

A reclamação interposta pela União deveria ter sido julgada no dia 10 de maio, porém o ministro tirou o assunto de pauta. De acordo com Lara até agora não houve nenhuma posição do TST sobre o pagamento do percentual.

A advogada informou ainda que o Sindicato possui uma ação judicial sobre a questão dos 13,23%, mas ela encontra-se suspensa.

Greve de 2011

Outro assunto de interesse dos servidores foi a questão da greve de 2011. A advogada relembrou que o Sindicato entrou com vários pedidos judiciais e administrativos, para tentar reverter a situação dos servidores e garantir a possibilidade de compensação das horas não trabalhadas.

Segundo a advogada, as diversas reuniões com a administração do Tribunal, tornou possível, que o Sindicato e o TRT 8ª fechassem um acordo, prevendo pagamento da dívida com posterior compensação das horas. Porém, alegando dificuldades para o reconhecimento da dívida, o Tribunal cumpriu apenas parte do acordo, autorizando a compensação dos servidores, e se comprometendo a solicitar a verba para pagamento.

O Sindicato não aceitou a proposta e entrou com recurso administrativo, que foi indeferido. Outro recurso administrativo foi interposto para o CSJT, porém o presidente do TRT 8ª negou seguimento, e contra essa iniciativa o Sindicato entrou com mandado de segurança, que ainda não foi julgado.     

Corte no orçamento da Justiça do Trabalho 

Durante a Assembleia também foi tratado a ameaça de extinção da Justiça do Trabalho, situação que se agravou após o corte no orçamento da LOA 2016. A coordenadora do Sindicato Jacqueline de Almeida, informou que em reunião com a presidência do Tribunal foi informada de que é grave a atual situação financeira do Órgão. De acordo com informações várias atividades do Tribunal estão suspensas por falta de verba, demostrando o que já se temia, a possibilidade de extinção da Casa que defende os interesses dos Trabalhadores.

Jacqueline fez um apelo, e disse que esse é o momento de união. Ela também alertou que nesse momento as paixões e interesses partidários deve ser deixado de lado, para que possa prevalecer o interesse da classe trabalhadora.

 

Fonte: Comunicação do Sindjuf-PA/AP

Adicionar comentário


Código de segurança
Atualizar

Full Reviw on best bokkmakers by http://artbetting.net/
Download Premium Templates
Bookmaker No1 in The UK - William Hill by w.artbetting.net