Mobilização dos trabalhadores do Judiciário Federal continua no Pará e Amapá.

AMAPÁ

O SINDJUF-PA/AP continua trabalhando para fortalecer o movimento paredista dos trabalhadores do Judiciário Federal. Hoje (12), em Macapá, o coordenador Jaguarecê Collares e os servidores Márcio Colares, Alexandre Azevedo e Eurivan Vilhena reuniram-se com o Senador João Capiberibe (PSB/AP) para solicitar apoio do parlamentar à aprovação e implementação do PLC 28/2015 que trata da recomposição salarial dos servidores do Judiciário Federal.

Na ocasião, foi protocolado ofício encaminhando ao senador um Memorial com informações que justificam o pleito dos servidores, demonstrando que a categoria vem sofrendo com a desvalorização salarial desde 2006, quando foi aprovado o último Plano de Cargos e Salários. O Senador manifestou solidariedade aos servidores, reconhecendo a justeza do pleito e a acentuada defasagem salarial e garantiu apoio ao projeto e também à previsão orçamentária na LDO de 2016.

Além do apoio político dos parlamentares é fundamental a adesão dos trabalhadores ao movimento paredista que é nacional. Até agora, no Amapá, apenas os servidores das Justiças Federal e Eleitoral se engajaram na luta. Porém, os últimos acontecimentos, envolvendo o adiamento da votação do PLC 28/2015, tiveram um efeito mobilizador para os companheiros da Justiça Trabalhista, daquele estado, que ainda não haviam se mobilizado, apesar das convocações feitas pelo Sindicato.

Em reunião, hoje (12), os companheiros do TRT, em Macapá, decidiram fazer uma assembleia setorial, dia 18 de junho, às 14h, no hall de entrada do fórum trabalhista para deliberar sobre paralisação no dia 30/6/2015.

Os servidores da Justiça Federal, em greve por tempo indeterminado desde 27/5, realizaram assembleia, ontem (11), para avaliar o movimento e decidiram, por unanimidade, pela continuidade da greve por tempo indeterminado.

PARÁ

Na Justiça Eleitoral do Pará, na tentativa de intensificar o movimento paredista que já conseguiu mobilizar os servidores com paralisações de 24 horas, nos dias 27/05, 03 e 10/06, os coordenadores Conceição Mota e Ribamar França reuniram com um grupo de servidores que manifestaram preocupação com os novos rumos da luta.

A discussão foi muito positiva, pois os servidores da base do eleitoral apresentaram propostas de novas estratégias para o enfrentamento da situação que foi criada com o adiamento da votação do PLC 28/2015 para o dia 30/06. A preocupação é com a tímida participação dos servidores no Pará.

Ao final da reunião, foi acordado que a estratégia para esse novo cenário é envolver um maior número de servidores na luta. Para tanto, o sindicato irá mobilizar os servidores da Justiça Eleitoral, nos dias 15 e 16 de junho para uma assembleia setorial que acontecerá, no dia 17, a partir das 9 horas, no auditório do Plenário do TRE-PA, para deliberar sobre a efetiva participação da categoria na greve.

Fonte: Imprensa do SINDJUF-PA/AP