Na manhã desta sexta-feira (9) o SINDJUF-PA/AP realizou uma assembleia setorial, em ambiente virtual, com servidoras e servidores do TRE-PA para discutir questões relacionadas ao retorno ao trabalho presencial e às medidas de segurança sanitária implementadas pela administração daquele Tribunal.

Informes

O coordenador Ribamar França enfatizou a preocupação do SINDJUF-PA/AP com o retorno dos servidores às atividades presenciais, considerando a forma como a administração do Tribunal vem tratando a implementação de algumas medidas de segurança relacionadas à prevenção da covid-19.

Ribamar informou sobre a reunião do SINDJUF-PA/AP com o Presidente e administradores do TRE-PA, no dia 01/10. Disse que o objetivo da reunião foi entregar a pauta de reivindicações da categoria especialmente os pontos relativos à segurança sanitária durante as eleições municipais e o divisor de horas extras. Destacou, também, a realização da Reunião Ampliada da Fenajufe que acontecerá amanhã (10) e contará com a participação de representantes do sindicato.

A LUTA agora é pela VIDA

A servidora aposentada e diretora-suplente do SINDJUF-PA/AP, Conceição Mota, fez uma emocionada intervenção, apelando aos servidores e servidoras que se unam para lutar em defesa de suas vidas e contra os ataques do governo Bolsonaro aos servidores e aos serviços Públicos. Lembrou que essa dita “Reforma Administrativa” é mais uma “granada” que será jogada no bolso do servidor para explodir de vez com o direito constitucional do cidadão, o direito a serviços públicos de qualidade.

Conceição Mota enfatizou que antes a luta era por melhorias salariais, mas agora o foco da luta é literalmente a preservação da VIDA. “Vamos nos unir e lutar pela vida, pois a vida de cada uma e de um nós vale muito, todas as vidas valem”, disse com voz embargada a servidora.

Categoria precisa se mobilizar 

Corroborando a fala da servidora Conceição Mota, Ângelo Passos, chamou atenção para o fato de alguns servidores justificarem a ausência na reunião em virtude do acúmulo de trabalho. Segundo ele, essa atitude fragiliza a luta, pois não será a direção do sindicato e a assessoria jurídica, sozinhos, que irão conseguir o atendimento das demandas da categoria junto à administração dos tribunais.

É preciso ampliar o debate com nova setorial

Ao final das falas o coordenador Ribamar ponderou que a participação da categoria não foi a esperada pela direção, talvez por ser a primeira assembleia setorial virtual da JE-PA, e propôs que fosse marcada uma nova setorial, para ampliar o debate. O servidor Ângelo passos emendou a proposta sugerindo para a próxima quarta-feira, 14 de outubro e se colocando à disposição para colaborar na mobilização. A servidora Patrícia propôs que seja feita uma consulta aos servidores das zonas eleitorais para colher opiniões sobre as condições de trabalho, considerando a pandemia da covid-19. A consulta será feita via formulário disponibilizado pelo sindicato, no Google. As propostas foram aprovadas por unanimidade.

O SINDJUF-PA/AP tem procurado cumprir o seu papel, mesmo nesse período tão difícil e tenebroso de pandemia. O quórum dessa primeira setorial virtual, como já foi dito, não foi o esperado e sabemos que isso nos fragiliza e enfraquece a luta sindical. Mas reiteramos a nossa disposição de continuar resistindo e lutando para evitar prejuízos maiores, pois a nossa luta no momento envolve um bem maior que é a VIDA.