Sindicatos têm até 2 de junho para envio das propostas aprovadas nos encontros, ou reuniões, ou assembleias setoriais ao encontro nacional

Dando sequência à deliberação dos Delegados e Delegadas à Reunião Ampliada da Fenajufe acontecida em 15 de maio, a Fenajufe convocou para o dia 5 de junho próximo, o Encontro Nacional dos Servidores e Servidoras da Justiça do Trabalho.

Na pauta, dois temas figuram como pontos principais: a minuta da nova resolução do CSJT de reorganização administrativa da Justiça do Trabalho e as nomeações de servidores(as).

► O calendário de prazos fica assim definido:

24 a 31/05 – realização de encontros estaduais ou de reuniões com servidores da JT ou de assembleias setoriais preparatórios ao encontro nacional e escolha de até 5 (cinco) representantes da JT por sindicato. A Fenajufe orienta, como política de inclusão, que a escolha de representantes resguarde a diversidade de gênero e etnia/raça.

1º/6 – envio da ficha de inscrição dos participantes devidamente preenchida em word, conforme orientação abaixo.

2/6 – envio das propostas aprovadas nos encontros, ou reuniões, ou assembleias setoriais ao encontro nacional.

► Inscrições

As inscrições devem ser feitas mediante envio da ficha de inscrição devidamente preenchida para o e-mail encontro.fenajufe@gmail.com , até o dia 1º/06, impreterivelmente. O preenchimento correto da ficha de inscrição é extremamente necessário, tendo em vista que a reunião será virtual e os dados dos(as) participantes como número de celular e e-mails devem estar grafados corretamente para não prejudicar o acesso do participante na sala virtual.

A Comissão Organizadora do Encontro Nacional dos Servidores e Servidoras da Justiça do Trabalho é composta pelos Coordenadores Charles Bruxel, Fabiano dos Santos, José Aristeia Pereira, Ramiro López, Roberto Policarpo e Thiago Duarte.

► A convocatória do Encontro Nacional da JT pode ser acessada AQUI.

Fonte: https://www.fenajufe.org.br/noticias/noticias-da-fenajufe/7729-fenajufe-convoca-encontro-nacional-da-justica-do-trabalho-para-5-de-junho