Reunidos em Assembleia, os servidores da Justiça Eleitoral do Pará se concentraram no hall de entrada do Tribunal para avaliar o atual cenário da luta, após a aprovação do PLC 28/2015 pelo plenário do Senado Federal, ontem (30/06).

Com a aprovação do PLC a preocupação agora é evitar que a Presidente Dilma vete o projeto. Segundo o coordenador do Sindjuf-PA/AP, Ribamar França, a derrubada do veto implica em conseguir o apoio de 50% mais um dos 594 parlamentares do congresso nacional. Disse ainda que é muito difícil derrubar o veto e que devemos analisar com o pé no chão as estratégias do movimento. “Agora a nossa luta é em cima do Executivo”, afirmou Ribamar.

Vários servidores se manifestaram no sentido da continuidade e intensificação da mobilização. Diante das manifestações foi apresentada e aprovada a proposta de declaração de assembleia permanente, ficando marcada para o dia 07/07 a realização de assembleia setorial e um ato conjunto na Central de Atendimento ao Eleitor (CAE), no dia 08/07.

Outra proposta apresentada e também aprovada foi a do Sindicato solicitar aos presidentes dos tribunais, que compõem a base do SINDJUF-PA/AP, apoio oficial à sanção do PLC 28/2015.

A avaliação final é de que a categoria precisa se manter mobilizada e continuar unida na luta até a vitória final, pois apesar da vitória de ontem, os servidores tem a compreensão de que foi vencida mais uma batalha, porém a guerra ainda não terminou.

A LUTA CONTINUA!    UNIDOS SOMOS MAIS FORTES!   #PLC28SANCIONAJÁ!

Fonte: Imprensa Sindjuf-PA/AP