Em defesa do funcionalismo público o Coordenador geral do Sindjuf, Arcelino de Barros, participou nessa quarta-feira  (19/06) de um Ato Nacional organizado pelo Fonasef (Fórum Nacional dos Servidores Federais) e Fonacate (Fórum Nacional Permanente de Carreiras Típicas do Estado).

Os dois pontos fundamentais da pauta de reivindicação dos servidores é o respeito a data base, com reposição das perdas acumuladas e a revogação da Emenda Constitucional 95, que congela os gastos públicos por um período de 20 anos.

O ato teve a participação de várias entidades e se concentrou inicialmente em frente ao MPOG, seguindo depois para o STF onde permaneceu até as 19h.

Hoje (20/06) os servidores continuam a luta e acompanham o julgamento do projeto que prevê o direito à data-base.