Reunião virtual promovida na última sexta-feira reforçou necessidade de integração dos sindicatos e mobilização da categoria

A Diretoria Executiva da Fenajufe se reuniu, na noite da última sexta-feira (25), para debater as frentes de atuação que serão implementadas pela entidade para barrar a aprovação da PEC 32/2020, que trata da Reforma Administrativa.

Durante cinco horas de videoconferência, os dirigentes analisaram os principais pontos que retiram direitos e afetam a categoria, além das ações coordenadas pela Federação e os sindicatos de base no combate à proposta.

Entre as medidas estão o mapeamento dos deputados favoráveis, contrários e em disputa no tema; o agendamento de reuniões com parlamentares nos estados para a pressão contra a Reforma Administrativa e a produção de memorial rebatendo os pontos da PEC para entregar aos ministros nos tribunais, parlamentares, procuradores e outros.

A Fenajufe também irá orientar os sindicatos para a realização de assembleias virtuais sobre o tema e esclarecimentos sobre os ataques aos atuais servidores, à Administração pública e toda a sociedade.

Outra deliberação é a de que, após a realização da Ampliada marcada para o próximo dia 10 de outubro, a Federação tentará agenda com as lideranças partidárias para apresentar o posicionamento da entidade.

A construção de uma Greve Geral do Serviço Público também foi analisada pela Executiva e será pauta da Ampliada com os sindicatos.

► Confira os encaminhamentos aprovados pela Diretoria da Fenajufe na última sexta-feira:

1) Orientar os sindicatos de base para realizarem assembleias virtuais sobre o tema, com esclarecimentos dos ataques aos atuais servidores e à Administração pública como um todo, aprovando iniciativas em torno ao combate;

2) Orientar os sindicatos a realizarem um mapeamento estadual de deputados favoráveis, contrários e “em disputa” no tema;

3) Orientar os sindicatos de base a se somar as articulações com entidades dos servidores públicos municipais, estaduais e federais para combater em conjunto a deforma administrativa;

4) Orientar os sindicatos de base a pressionarem os deputados “em disputas”, através de uma construção com as demais entidades do serviço público, em especial nas redes sociais, com outdoor, faixas ou outro evento perto do local de moradia;

5) Orientar os sindicatos de base a agendarem reuniões com deputados e senadores de seus estados, em conjunto com demais entidades sindicais e associativas, com vistas a pressão contra a Reforma Administrativa;

6) A Fenajufe agendará reuniões com líderes partidários, abrindo espaço de participação de um representante de cada sindicato de base, para apresentar o posicionamento da entidade tirado na Ampliada de 10 de outubro;

7) Construir campanhas midiáticas nos estados em conjunto com entidades dos servidores públicos, procurando engajar os servidores na campanha e convencer não servidores do absurdo da reforma.

8) Orientar os sindicatos de base a construir a campanha “adote um deputado” em conjunto com as demais entidades do serviço público e centrais sindicais, sendo que cada 20 a 30 servidores/ familiares, ficariam responsáveis de acompanhar o cotidiano do parlamentar escolhido;

9) Iniciar o debate no Fonasefe e na Ampliada de um Dia Nacional de Greve Geral do Serviço Público contra a Reforma Administrativa;

10) Atuar para trazer os concurseiros para o movimento contra a PEC 32/2020;

11) Produzir memorial rebatendo os pontos da Reforma Administrativa para entregar aos ministros nos tribunais, parlamentares, procuradores, entre outros e solicitar o apoio deles contra a proposta;

12) Acompanhar e atuar no Senado contra as PECs PEC 186, 188 e outras do chamado Plano Mais Brasil;

13) A Fenajufe irá atuar e orientar os sindicatos na organização de audiências públicas no Congresso, Câmaras estaduais e municipais, entre outros correlatos. 

14) Orientar a participação dos sindicatos nos fóruns estaduais, buscando integrar servidores das três esferas como também os Tribunais de Justiça e Ministério Público.

15) Construção de uma greve geral para enfrentar a Reforma Administrativa, tendo como ponto de partida o Dia Nacional de Luta promovido neste 30 de setembro.

Outra aprovação foi sobre o investimento de R$ 100 mil para a campanha de mídia nacional que vem sendo construída com outras entidades e federações do serviço público.

Fundo de Greve – A maioria dos integrantes da Diretoria também aprovou a instituição do Fundo de Greve com o investimento mensal de 5% de toda a arrecadação da Fenajufe.

A reunião da sexta-feira teve as presenças dos coordenadores Charles Bruxel, Cristiano Moreira, Edson Borowski, Engelberg Belém, Fabiano dos Santos, Fernando Freitas, Isaac Lima, José Aristeia, José Costa Neto, Leopoldo Donizete, Lucena Pacheco, Roberto Policarpo, Roniel Andrade, Thiago Duarte, Ronaldo das Virgens, Juscileide Rondon e Ranulfo Filho.

Os suplentes Erlon Sampaio, Elcimara de Souza e Luís Cláudio Correia também acompanharam a videoconferência.

Caroline P. Colombo, a serviço da Fenajufe

Fonte: https://www.fenajufe.org.br/noticias/noticias-da-fenajufe/7097-executiva-da-fenajufe-aprova-frentes-de-atuacao-para-barrar-a-reforma-administrativa