sábado, 25 junho, 2022
spot_img

Desembargadora Maria Zuíla Dutra recebe homenagem do Tribunal Superior do Trabalho

A cerimônia de premiação foi realizada na quarta-feira, 01, em Brasília

Durante a cerimônia de outorga da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho de 2021, uma das maiores honrarias da instituição, a desembargadora do Tribunal Regional do Trabalho da Oitava Região (TRT8), Maria Zuíla Lima Dutra, foi condecorada pelos seus serviços prestados à sociedade e à Justiça do Trabalho, no último dia 01, em Brasília.

A desembargadora Zuíla Dutra é a gestora do Programa de Combate ao Trabalho Infantil e Estímulo à Aprendizagem, juntamente com a juíza do trabalho, Vanilza Malcher, que mesmo durante a pandemia não mediram esforços para manterem as ações com o apoio da rede de voluntários e padrinhos do Programa.

“Sinto-me muito honrada em ser uma das 38 personalidades do Brasil a receber a Comenda da Ordem do Mérito Judiciário do Trabalho, de 2021. A indicação do Ministro Breno Medeiros e aprovação unânime do Pleno do TST desperta em mim o sentimento de profunda gratidão”, declara a magistrada.

A desembargadora fez agradecimentos a todos que contribuíram com essa honraria. “Gratidão a Deus pelo dom da vida; à minha mãe que enfrentou todas as dificuldades para criar os cinco filhos sozinha; à minha madrinha que foi uma grande incentivadora dos meus estudos”.

“Agradeço ao TRT8 e ao TST que me escolheram para integrar a Comissão Regional e Nacional de Combate ao Trabalho Infantil e de Estímulo à Aprendizagem da Justiça do Trabalho, “que muito me ajudaram e continuam contribuindo para por em prática os meus estudos e pesquisas acadêmicas sobre os males provocados pelo trabalho infantil e a importância de proteger a infância à minha amiga e companheira de luta, Juíza Vanilza Malcher, pela parceria que tem nos permitido, desde janeiro de 2014, promover ações de combate ao trabalho infantil e que servem de incentivo de luta para para todo o Brasil; aos padrinhos cidadãos e voluntários da nossa Comissão que caminham conosco nesta empreitada; e, de modo especial, a ao meu marido, filhos, netos e nora, pelo incentivo e apoio com o meu envolvimento nesta luta, além da grande compreensão com as minhas ausências”, observa.

Entre as ações do programa podemos destacar a Marcha de Combate ao Trabalho Infantil que reuniu em Belém cerca de 200 mil pessoas entre crianças, jovens, adultos, autoridades, artistas. Além do projeto “Padrinho Cidadão”, as oficinas de musicalização e campanhas exitosas como: de arrecadação de alimentos durante o período do Círio para as famílias em situação de vulnerabilidade social; de doação de resma de papel para os estudantes da rede pública, de arrecadação de equipamentos tecnológicos e arrecadação de alimentos para o estado do Amapá.

A desembargadora Zuíla Dutra referendou todos os parceiros do programa. “Gratidão também a todas as pessoas e parceiros que têm colaborado com as nossas iniciativas! O sentimento final é poder falar aos pais e às crianças e adolescentes que são marginalizados da sociedade que, com incentivo e dedicação aos estudos, é possível reescrever a história de suas vidas, como ocorreu comigo! A escola é, sem dúvida, o caminho de transformação da sociedade para que tenhamos um Brasil justo e solidário!”, finaliza.

Cerimônia – Para a presidente do TST, ministra Maria Cristina Peduzzi, foi uma alegria ter conseguido realizar a cerimônia presencial este ano. “Todos os agraciados estão aqui no TST e foram escolhidos porque desenvolvem, em suas especialidades, trabalhos muito relevantes para o Brasil. O prêmio é uma homenagem ao trabalho”, enfatizou.

O vice-presidente do Tribunal, ministro Vieira de Mello Filho, reforçou que todas as medidas sanitárias, como o uso de máscaras e o distanciamento entre as autoridades, foram tomadas para a realização da cerimônia este ano. “Este evento marca o retorno à vida e à justiça presencial, que é o que a sociedade espera de nós”, destacou.

Reconhecimento – Além da Comenda do TST, a desembargadora, recebeu na última segunda-feira, 29, o Prêmio Amigo da Criança de Belém, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (COMDAC) e dividiu a honraria com a juíza do trabalho, Vanilza Malcher, pois juntas unem forças e atitudes contra o trabalho infantil.

*Com informações do TST

Foto/Crédito: ASCOM8

Fonte: https://www.trt8.jus.br/noticias/2021/desembargadora-maria-zuila-dutra-recebe-homenagem-do-tribunal-superior-do-trabalho

Latest Posts

spot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CADASTRE SEU EMAIL

PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS DIARIAMENTE.