Após um ano de pandemia que trouxe medos, inseguranças e perdas, muitas pessoas se viram longe e até mesmo solitárias em virtude do isolamento social, necessário para conter contaminações.

A necessidade de distanciamento ainda é uma realidade no Brasil onde a vacina não chegou para todos.

Assista ao Vídeo Reencontros e Conexões:

Na esperança de que a vacina em breve chegará para toda a população, o Sindjuf-PA/AP antecipou o tão aguardado reencontro entre seus filiados e promoveu na tarde dessa quarta feira (14) o primeiro “Reencontros e Conexões”. Trata-se de um projeto idealizado pela diretoria com o serviço social da Entidade com o objetivo de promover um espaço de convivência, troca de experiências e reflexões.

O primeiro evento que desta vez ocorreu de forma virtual contou com a participação da sindicalizada e assistente social do TRE-PA, Fernanda Moura, da psicóloga do Sintrajufe-RS, Dra. Vera Moura e da Assistente Social do Sindicato, Gessyca Baracho.

O evento abordou questões como saúde mental, hábitos saudáveis e a necessidade de respeito e tolerância na atualidade.

O encontro também contou com a participação especial do filiado Carlos Augusto Pantoja Barros (o Canarinho) que compartilhou sua recente batalha pela saúde e agradeceu o apoio recebido pelos colegas do Sindicato.

Em breve o Sindicato divulgará o próximo “Reencontros e Conexões”. Aguarde e não deixe de participar.

Veja o depoimento de alguns participantes:

Conceição Mota – Quero parabenizar e agradecer a todos os envolvidos no Projeto Reencontros e Conexões, do Serviço Social do nosso Sindicato. Foi uma tarde maravilhosa de reencontros, emoções e fortalecimento dos laços afetivos que nos unem e nos mantêm firmes na LUTA e na RESISTÊNCIA!

Beth Bronze – Pude ver o pronunciamento do Canarinho. Fiquei encantada com sua simplicidade e o reconhecimento do que todos significam na vida de cada um.

Mônica Genu – Uma tarde muito renovadora graças ao trabalho tecido à sombra de uma árvore (Hoje, foi um Pé de Laranja Lima, onde o Canarinho nos contou uma história emocionante, de luta, fraternidade e esperança) onde pudemos nos encontrar para tão somente nos refrescar e nos fortalecer em conversas, reencontros, canções e reflexões. Obrigada ao nosso serviço social e humano!