sábado, 25 maio, 2024
spot_img

Fenajufe participa de marcha na Esplanada em defesa da Educação e apoio à greve por reposição salarial

Manifestantes caminharam até o MGI, no bloco K, contra o reajuste zero; ato faz parte da jornada de lutas organizada pelo Fonasefe

Em apoio à “Marcha a Brasília”, organizada pelo Fórum das Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe), a Fenajufe esteve na Esplanada dos Ministérios, na manhã dessa quarta-feira (17), para defender a Educação e apoiar a greve por reposição salarial. As servidoras e os servidores públicos federais do Executivo lutam contra a proposta de reajuste zero apresentada pelo Ministério da Gestão e da Inovação em Serviços Públicos (MGI) na Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP).

Participaram do ato a coordenadora Luciana Carneiro e o coordenador Fabrício Loguercio, plantonistas da semana. Assista ao vídeo:

Loguercio pontuou que a Federação sempre esteve ao lado da luta pela Educação pública de qualidade. “É uma luta de todos nós e entendemos que a reposição salarial das servidoras e servidores do Poder Executivo é justa. Essa mobilização é um exemplo de que, só com luta, se tem as conquistas”, afirmou o coordenador.

Já a coordenadora Luciana Carneiro destacou que a Fenajufe, enquanto entidade sindical, classista, precisa apoiar e participar dessa luta. “Em defesa da Educação, em defesa do reajuste merecido dos trabalhadores e trabalhadoras das universidades e dos institutos federais. Desejamos que toda luta da classe trabalhadora seja vitoriosa”, ressaltou Carneiro.

O ato faz parte da jornada de lutas previstas para esta semana em Brasília (DF). De acordo com o Fonasefe, os(as) trabalhadores(as) do serviço público reivindicam também reajuste dos benefícios, reestruturação da carreira e revogação das medidas que atacam os serviços e os servidores públicos. Os participantes se concentraram cedo na Catedral de Brasília e marcharam pela Esplanada até o MGI, no bloco K.

Mais de 100 unidades de ensino já estão em greve. A paralisação atinge universidades e institutos federais, além dos centros federais de educação tecnológica (Cefets).

Resposta do governo

Na terça-feira (16), durante audiência pública na Câmara dos Deputados sobre a mobilização de servidores de universidades e institutos federais por reajuste salarial, o secretário de Gestão de Pessoas do MGI, José Celso Cardoso Jr, disse que o que foi feito no Brasil entre 2016 e 2022 foi um verdadeiro desmonte institucional do Estado, por fora e por dentro. “É um processo de desmonte que eu tenho chamado de abrangente, profundo e veloz. Estamos num processo de reconstrução”, ponderou Cardoso. O secretário afirmou que governo ficou de apresentar nova proposta às trabalhadoras e trabalhadores nesta sexta-feira (19), numa nova rodada de negociação.

Antecipa Já no PJU e MPU

A Fenajufe busca a antecipação da terceira parcela da recomposição salarial para corrigir as perdas que ultrapassam os 30% nos últimos anos para servidoras e servidores do PJU e MPU. Os pagamentos foram programados em três parcelas, segundo a Lei nº 14.523/2023: fev/2023 (6%), fev/2024 (6%) e fev/2025 (6,13%).

Fenajufe Agora

Com o lançamento dos “Canais” do WhatsApp no Brasil, servidoras e servidores do PJU e MPU já contam com uma nova funcionalidade para ficarem mais informados: o Fenajufe Agora, novo canal da Federação no aplicativo. Para receber as notícias da Fenajufe é muito simples: basta acessar o link abaixo e clicar em seguir no canto superior direito.

Clique aqui para seguir o Fenajufe Agora

Raphael de Araújo, da Fenajufe

Fonte: https://www.fenajufe.org.br/noticias/noticias-da-fenajufe/10465-fenajufe-participa-de-marcha-na-esplanada-em-defesa-da-educacao-e-apoio-a-greve-por-reposicao-salarial

Latest Posts

spot_imgspot_img
spot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CADASTRE SEU EMAIL

PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS DIARIAMENTE.

Enviar uma mensagem!
1
Olá 👋
Quer falar com o SINDJUF-PA/AP ?