domingo, 7 agosto, 2022
spot_img

Fenajufe repudia editorial de jornal que ataca servidores e o serviço público

Texto governista defende reforma administrativa e escancara desrespeito com o conjunto de servidoras e servidores

É com indignação que a Federação se manifesta sobre editorial do jornal “O Globo”, divulgado no final da tarde desta segunda feira (18). O texto publicado evidencia apoio à pauta governista ao atacar servidoras e servidores públicos e defender a reforma administrativa (PEC 32/2021).

Para a Fenajufe, o periódico ataca a legitimidade da luta não só dos auditores fiscais e peritos do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) que são os alvos principais da matéria, mas sim de todo o conjunto de servidores públicos.

Com a falácia de reformular a administração pública, a Proposta de Emenda Constitucional nº 32 de 2021, defendida pelo governo, promoverá o desmonte do serviço público, se aprovada. A proposição é um passo rumo à desconstrução do modelo de Estado previsto na Constituição de 1988.

Entre outras mazelas, a reforma administrativa pretendida pelo governo traz de volta a ingerência política, com favorecimento de contratações em detrimento de servidores concursados, e afrouxa as regras para nomear e demitir trabalhadoras e trabalhadores da administração pública. É essa reforma que a publicação defende como necessária e urgente para o “bom funcionamento da máquina pública”.

Importante registrar aqui o papel fundamental dos servidores na pandemia que já matou quase 700 mil pessoas. Nesse cenário caótico de fome, miséria e morte, foram os servidores públicos que colocaram suas funções acima do bem estar pessoal para proteger e salvar vidas.

Em 2021 a unidade das categorias de servidores públicos foi determinante para o recuo do governo em pautar a PEC-32. Foi a pressão coletiva que impediu proposta tão nefasta de seguir adiante.

Para a Fenajufe, a reforma administrativa almejada pelo jornal “O Globo” fere uma série de princípios constitucionais, não promove qualquer benefício para a sociedade e busca a drástica redução do papel estatal, num país desigual e injusto, em descompasso com os objetivos da República previstos na Constituição Federal.

Com a aprovação da PEC 32/21 a população mais vulnerável será justamente a mais atingida. Não à toa a reforma defendida pelo ‘O Globo’ deverá ser pautada somente após as próximas eleições, em mais um anunciado golpe eleitoral.

A Fenajufe considera o editorial desrespeitoso e repudia veementemente o texto que só colabora para o aprofundamento da destruição dos serviços públicos e o desmantelo do Estado brasileiro.

Foto/Crédito/Reprodução: Fenajufe

Fonte: Da Fenajufe, Joana Darc Melo

Latest Posts

spot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CADASTRE SEU EMAIL

PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS DIARIAMENTE.