sábado, 24 setembro, 2022
spot_img

Fenajufe repudia mais um episódio de ataque de Bolsonaro à Justiça Eleitoral e aos seus servidores

Nota de Repúdio

A FenajufeFederação Nacional das Trabalhadoras e dos Trabalhadores do Judiciário Federal e Ministério Público da União, entidade que representa as mais de 120 mil servidoras e servidores do Poder Judiciário Federal e do Ministério Público da União, vem a público REPUDIAR mais um ataque perpetrado por Jair Bolsonaro contra a Justiça Eleitoral e o conjunto de Servidoras e Servidores do ramo.

Mais uma vez Jair Bolsonaro usa as prerrogativas presidenciais para atacar a Justiça Eleitoral, umas das mais importantes instituições da República.

Ao colocar em dúvida a legitimidade do processo eleitoral brasileiro – sob comando do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e levado a cabo, principalmente, pela força de trabalho das Servidoras e Servidores da Justiça Eleitoral, concursados – Bolsonaro ataca o cerne da democracia e busca retirar do povo, o direito à cidadania.

Engendrada pelo decrépito núcleo militar bolsonarista do Planalto e tida como vexame internacional, o resultado arrasta as Forças Armadas de volta aos escuros porões de uma das mais trágicas páginas da história do País: a ditadura militar.

Não é apenas a estabilidade democrática e a eleição que estão em risco.  São os valores de brasileiros e brasileiras enquanto sociedade democrática que luta para se viabilizar, as verdadeiras vítimas do ataque patético de Bolsonaro.

O golpe contra a Democracia já foi dado e agora caminha em sua consolidação, tentando enfraquecer a capacidade de organização das trabalhadoras e dos trabalhadores, mas sem qualquer sucesso até hoje, porque eles e elas resistem, sempre! 

O acelerado processo de desmonte do Estado patrocinado pelo conluio entre a elite financeira, o alto empresariado, o agronegócio e o pior da casta política brasileira, torna o cenário em miséria e desesperança para os mais pobres. Estes, os mais dependentes da atuação plural, universal e democrática do estado brasileiro, são os maiores prejudicados.

Do episódio nefasto – mais um a enlamear a história moderna do País – resta a certeza: muito além de incompetente e incapacitado para o exercício da Presidência da República, Bolsonaro é o chefe da horda que hoje tem apenas um objetivo: enriquecer à custa da morte e da miséria do povo brasileiro.

Que a história se repita e a reação seja exemplar na punição do fascismo que graça nos porões do Planalto.

Brasília-DF, 19 de julho de 2022.

Fonte: Fenajufe

 

Latest Posts

spot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CADASTRE SEU EMAIL

PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS DIARIAMENTE.