O presidente da Câmara dos Deputados Arthur Lira (PP/AL) afirmou, na manhã desta quinta-feira (24), esperar que a Reforma Administrativa seja votada até o final de agosto pelo Plenário.

Segundo ele, com o marco temporal delimitado, ou seja, com o texto sendo válido apenas a partir da promulgação, a proposta poderá tramitar com mais facilidade entre os deputados. Ele explicou que alterou a proporcionalidade dos partidos na comissão especial para permitir que todos participem do debate da proposta e tenham acesso ao texto. Para ele, é uma forma de a proposta de emenda à Constituição (PEC) ser amadurecida e tenha sua aprovação mais rápida.

“Todos os efeitos dela com o enxugamento da máquina pública serão para os novos servidores. Isso dá uma tranquilidade para que o parlamentar possa votar. Queremos um estado mais ágil, com o redesenho da máquina pública aferindo a qualidade do serviço e não do servidor”, disse Lira.

A AGEPOLJUS lembra que a matéria atinge diretamente os servidores públicos com a retirada de direitos e possibilidade de contratação de trabalhadores da iniciativa privada para cargos de chefia e assessoramento.

“É preciso união e luta para barrarmos a aprovação da matéria”, enfatiza o presidente Roniel Andrade.

Da assessoria de imprensa, Caroline P. Colombo com a Câmara dos Deputados

Fonte: https://www.agepoljus.org.br/p213.aspx?IdNoticia=10670&idme=546