Categorias do funcionalismo público vão tratar de campanha salarial do próximo ano com o governo

Especialistas e categorias do funcionalismo federal indicam que há espaço no Orçamento de 2022 para reajuste de 8%. Com isso, os servidores públicos da União pretendem tratar da campanha salarial do próximo ano com o governo. O assunto foi citado na Assembleia Extraordinária do Fórum Nacional Permanente das Carreiras de Estado (Fonacate) na semana passada.
 
Economista e presidente do Sindicato Nacional dos Auditores e Técnicos Federais de Finanças e Controle (Unacon Sindical), Bráulio Cerqueira apontou, na assembleia, que a defasagem salarial dos servidores da União deve chegar a 20% no próximo ano. “Se não começarmos a lutar por uma recomposição salarial, a perspectiva é ficarmos até 2023 com salários congelados”, afirmou.