terça-feira, 27 setembro, 2022
spot_img

Parlamentares pressionam ministro Milton Ribeiro após escândalo

Deputados e senadores manifestaram insatisfação com a condução do ministro da Educação após vazamento de áudio que indica influência de pastores dentro do ministério

A pressão cresce em torno do ministro da Educação, Milton Ribeiro. Após uma série de denúncias sobre a influência de pastores na gestão da pasta, parlamentares pedem esclarecimentos e investigações. Nesta terça-feira (22/3) o senador Fabiano Contarato (PT-ES) apresentou notícia crime ao Supremo Tribunal Federal (STF) pedindo a investigação do ministro.

“Resta claro que o ministro da Educação, ao conceder liberação célere de recursos, priorizando atender ‘a todos que são amigos do Pastor Gilmar’, patrocina ou apadrinha diretamente interesse privado perante a administração pública, valendo-se para isso da sua qualidade de funcionário público, o que configura crime de advocacia administrativa”, afirma Contarato no documento.

O senador pede que o STF requeira ao procurador-geral da República (PGR), Augusto Aras, a abertura de inquérito investigativo por eventual infração penal, além da possível propositura de ação civil pública em razão de ato de improbidade administrativa, pela afronta a princípios administrativos, conforme os fatos narrados. O senador também pede que o PGR realize a oitiva de todos os envolvidos, incluindo o próprio ministro, o Presidente da República, Jair Bolsonaro (PL), e os pastores citados no caso.

O deputado federal Ricardo Silva (PSB-SP) também cobra explicações. O parlamentar protocolou um requerimento de convocação de Ribeiro para prestar esclarecimentos à Câmara dos Deputados sobre o áudio vazado.

Para o deputado, a atitude é incoerente com o corte das verbas da Educação, que, apenas no atual governo, teve o menor orçamento da década. “É necessário verificar se essas supostas irregularidades estão acontecendo no Ministério da Educação. A prioridade de envio de verbas deve ser analisada por aspectos técnicos, e não por interesses políticos ou motivos individuais”, aponta.

“O ministro precisa prestar esclarecimentos ao parlamento brasileiro. Algo tão sério e importante como o conteúdo do áudio vazado não pode passar despercebido. Precisamos com urgência apurar essas informações para dar uma resposta ao povo brasileiro”, continua o parlamentar.

O áudio vazado na segunda-feira (21) pela Folha de S.Paulo revela que o presidente da República teria feito um “pedido especial” para que o MEC priorizasse os municípios e, depois, os “amigos do pastor Gilmar”, referindo-se ao pastor evangélico Gilmar Silva dos Santos.

Por Taísa Medeiros / Correio Braziliense

Foto/Crédito: Isac Nóbrega/PR (imagem creative commons) – https://www.flickr.com/photos/palaciodoplanalto/50119941028

Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/politica/2022/03/4995051-parlamentares-pressionam-ministro-milton-ribeiro-apos-escandalo.html

Latest Posts

spot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CADASTRE SEU EMAIL

PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS DIARIAMENTE.