terça-feira, 30 novembro, 2021
spot_img

Presidente da Associação dos Oficiais de Justiça Avaliadores Federais Assojaf – Pará/Amapá reforça mobilização em Brasília contra PEC- 32

As ações iniciaram na terça-feira (19), com uma mobilização contra a Proposta de Emenda à Constituição 32/2020 (PEC 32), que ataca diretamente o funcionalismo público. Nesta luta contamos com a presença do presidente da Associação dos Oficiais de Justiça Avaliadores Federais do Pará e Amapá sr. Malone Cunha.

Da esquerda para direita: Pietro Valério, Romulo Neves, Ana Cristina Azevedo, João Batista Fernandes, Dep. Darci de Matos, Eusa Braga, Janete Belchior, Fabiana Cherubini, Vera Furis, Carolina Passos, Mariana Liria, Malone Cunha

A mobilização contra a Reforma Administrativa, promovidas em Brasília, é composta por diversos servidores públicos que estão no Distrito Federal para os atos e trabalho de pressão junto aos deputados, com o objetivo de barrar a aprovação da matéria em plenário.

A PEC 32 apresentada por Jair Bolsonaro, entre outros pontos, extinguirá a estabilidade dos servidores e abrirá caminho para a privatização de serviços públicos em geral. As áreas mais afetadas devem ser saúde e educação.
Além dos riscos citados, a PEC 32 também altera a relação entre os poderes. Se aprovada, o Executivo poderia extinguir ministérios, autarquias e empresas públicas – até mesmo universidades –, sem necessitar da aprovação do Congresso.

Com atos que reuniu mais de 200 servidores públicos no aeroporto de Brasília, tiveram também vigílias no anexo II da câmara, concentração no espaço do servidor, as atividades de protesto simbólicos ocorram na praça dos 3 poderes, e nesta quinta-feira (21) a vigília continuará, no anexo II da câmara.

Segundo o Malone Cunha- presidente Assojaf – Pará/Ampá “poucas vezes se viu uma união dos servidores públicos, A soma de esforços está surtindo efeito. Os adiamentos semanais da votação da matéria no Plenário da Casa Legislativa evidenciam que o governo não possui os votos necessários (308 no total) para aprovar a proposta. Os servidores aqui presentes estão movendo uma grande ação com visitas aos gabinetes dos deputados visando virar o voto de cada um desses representantes, essa pressão é necessária para que os parlamentares votem contra a proposta “.

Os servidores que não estão em Brasília devem atuar nas redes sociais para pressionar os deputados a votarem NÃO à PEC 32.

Mobilização nas redes sociais

Para pressionar os deputados, o servidor deve acessar o site Na Pressão (napressao.org.br/) e mandar um recado. Quem votar a favor da PEC-32, não voltará a ser eleito. Ao acessar a página, o servidor pode mandar seu recado pelo WhatsApp, e-mail ou telefone.

A Campanha Cancela a Reforma está disponibilizando cards e vídeos contrários à Reforma no endereço da Condsef/Fenadsef (condsef.org.br/campanhas/cancela-reforma). A campanha também está no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube.

Os funcionários públicos podem ainda acessar a Enquete da PEC 32/2020 e votar na opção Discordo Totalmente. Para votar basta entrar no endereço eletrônico (forms.camara.leg.br/ex/enquetes/2262083).

Todos podem pressionar os deputados, não importa a cidade onde estiverem

E você pode mandar seu recado contra a PEC 32 de qualquer lugar pelo WhatsApp, e-mail ou telefone.
Participe da luta e pressione os parlamentares para que votem NÃO à reforma Administrativa (PEC) nº 32.

Fotos/Crédito: Assessoria Assojaf

Latest Posts

spot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CADASTRE SEU EMAIL

PARA RECEBER NOSSAS NOTÍCIAS DIARIAMENTE.