O SINDJUF-PA/AP participou da ambientação dos 06 (seis) novos servidores empossados no Tribunal Regional Eleitoral do Pará – TRE/PA no dia 19/01/2021 (terça-feira).

O Sindicato, foi representado pelo Assessor jurídico Da Entidade, Dr. Arthur Freitas e pelo Funcionário da Entidade Fabricio Acácio, que apresentaram o histórico do SINDJUF-PA/AP. Na oportunidade, foram apresentadas, as conquistas e lutas históricas encampadas pelo Sindicato, tais como, a criação de vagas no âmbito do Poder Judiciário Federal, os adicionais de qualificação, como forma de valorização da formação dos Servidores e os diversos Planos de Cargos e Salários, que deram dignidade aos Servidores. “Os salários recebidos hoje, assim como a melhora na carreira, são conquistas do movimento sindical”, disse Fabricio Acácio, funcionário do SINDJUF-PA/AP.

ASSESSOR JURÍDICO REFORÇA A IMPORTÂNCIA DA ATUAÇÃO DO SINDICATO

O Assessor Jurídico do SINDJUF-PA/AP, Dr. Arthur Freitas, parabenizou os servidores pela posse, e disse que para muitos, essa conquista é a realização de um sonho. Reforçou que o Sindicato, assume uma responsabilidade na defesa dos servidores, e que está sempre à disposição para atendê-los. “O Sindicato é uma Entidade, que também precisa ser política, pois não atua apenas na questão jurídica, que tem sua grande importância, mas também no trato com partidos e sobretudo parlamentares, pois é dentro do Poder Legislativo, que se propõem as leis, que impactam diretamente o serviço público”, disse o Dr. Athur Freitas.

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES.

Por fim, foi lembrado, que somente com um Sindicato Forte e com a união dos Servidores, se conseguirá resistir aos ataques crescentes, que surgem contra o Serviço Público, como por exemplo, a PEC 32/2020 (Reforma Administrativa), atualmente tramitando no Congresso.

“O Sindicato é um ente que traduz um regime solidário, as conquistas, são para todos os servidores, independentemente de serem filiados ou não, no entanto, somente com a luta unida, avançaremos em mais conquistas e direitos e venceremos os ataques ao Serviço público, que é tão essencial a população”, disse Fabricio Acácio.

Por Fabrício Acácio.