Nota de esclarecimento

Em atendimento a solicitação de alguns filiados, de realização de assembleia geral extraordinária para o dia 07/03/2017, com vistas a tratar de questões pertinentes a cobrança do Imposto Sindical, a coordenação do Sindjuf-PA/AP decidiu pela convocação da respectiva Assembleia no dia 13/03/2017, as 16:00, após o retorno da advogada do Sindicato, Dra. Lara Iglezias, que está em viagem com destino a Brasília, nesta data, para uma audiência com o ministro relator da ação rescisória com pedido de tutela de urgência, ajuizada pelo Sindicato, com o objetivo de anular a decisão de cobrança do aludido imposto, eis que, o Sindicato, como parte interessada, sequer foi ouvido, bem como a CSPB não cumpriu os trâmites dispostos no artigo 605 da CLT para efetivar a referida cobrança. No mais, a maior parte dos integrantes da coordenação do sindicato está com viagem marcada, inclusive passagens compradas para o interior do estado, na semana em curso, com o fim de viabilizar a eleição dos delegados de base e debater com a categoria a reforma da previdência.

A coordenação do Sindjuf-PA/AP agradece e esclarece que está envidando todos os esforços para evitar ou atenuar o impacto financeiro dessa decisão nefasta no orçamento de seus filiados, razão pela qual, levará para apreciação da categoria a proposta de devolução aos sindicalizados o valor repassado ao Sindicato a título de contribuição compulsória.