O presidente do TRT-8ª, desembargador Francisco Rocha autorizou a compensação de servidores lotados em Belém, que participaram da greve ocorrida em 2011. A autorização segue os critérios propostos pelo diretor geral do Tribunal, George Pitman, que propôs que a compensação seja de duas horas por dia, das 15h às 17h.

Os demais servidores lotados fora da sede deverão aguardar deliberação específica. De acordo com o despacho da presidência, os valores descontados deverão ser devolvidos à medida que os servidores forem compensando as horas não trabalhadas.

O Sindjuf esclarece que a verba destinada para pagamento de tais horas deverão ser objeto de reconhecimento e solicitação específica para o TSJT.

Fonte: Comunicação do Sindjuf-PA/AP