O SINDJUF-PA/AP, por intermédio de sua assessora jurídica, Dra. Lara Iglezias, vem protocolando pedidos de não compensação de horários em favor de seus sindicalizados, servidores do Poder Judiciário Federal nos Estados do Pará e Amapá, solicitando que a redução de jornada de trabalho nos dias de jogo do Brasil, na Copa do Mundo FIFA de 2014, não acarrete compensação posterior.

“A Administração não ofereceu ao servidor a opção de trabalhar ou não nos dias de jogo do Brasil, portanto não haveria sentido em se cogitar a compensação, eis que a suspensão do expediente decorre de determinação de âmbito nacional, razão pela qual não será justo impor ao servidor o encargo de readaptar sua rotina de trabalho em face de decisão proveniente da própria Administração Pública, sem qualquer previsibilidade legal”, esclareceu a advogada.

Assessoria Jurídica do SINDJUF-PA/AP