A manifestação foi silenciosa na manhã desta terça-feira (07), durante a Sessão Ordinária Administrativa do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA). Os servidores da Casa, entraram em silêncio no Plenário, segurando uma faixa que denunciava o descaso do Governo Federal com a categoria que padece há 09 anos sem recomposição salarial e outra que pedia a sanção presidencial para o PLC 28/2015, que prevê a recomposição das perdas salariais dos trabalhadores do Judiciário Federal.

Antes do início da sessão, os servidores entregaram aos membros do Tribunal um dossiê, contendo informações que demonstram a defasagem salarial dos servidores, assim como as disparidades com outras carreiras públicas da união. 

Após a sessão os coordenadores do Sindicato, Ribamar França e Conceição Mota, junto com uma comissão de servidores se reuniram com o presidente da Casa, Desembargador Raimundo Holanda Reis, para solicitar apoio à luta da categoria. Os servidores reforçaram os termos do ofício do SINDJUF-PA/AP protocolado, ontem (6), que pleiteava o envio de um ofício ao Presidente do STF no sentido de que o mesmo intercedesse, junto à Presidente Dilma Rousseff, pela sanção do PLC 28/2015.

O Presidente Raimundo Holanda, disse que considera justa a luta dos servidores e que a categoria pode contar com o apoio dele durante o movimento. Entretanto, ponderou que o TRE-PA já havia assinado um documento conjunto em apoio à luta dos servidores, durante um evento recente que reuniu o Colégio de Corregedores da Justiça Eleitoral. Em virtude disso, não iria atender a demanda do sindicato de enviar ofício ao Presidente Ricardo Lewandowisk.

Assembleia setorial

Ainda nesta manhã os servidores se reuniram em assembleia setorial, para definir as estratégias que farão parte da paralisação de 24h,  de amanhã (8). De acordo com a comissão de mobilização do TRE-PA, o movimento proposto pretende fechar os portões da CAE (Central de Atendimento ao Eleitor), mostrando a unidade do movimento. Segundo a comissão todas as unidades devem assumir o compromisso de paralisação, por isso, a expectativa é que os Postos de Atendimentos ao Eleitor e Zonas Eleitorais do Estado não funcionarão amanhã. O objetivo do ato é chamar a atenção da sociedade e reforçar a luta nacional pela sanção do PLC 28/2015.

O ato público em prol da sanção do PLC 28 de 2015 acontece amanhã (8), a partir das 9 horas, em frente ao prédio da Central de Atendimento ao Eleitor, localizado na travessa Pirajá, entre Marquês e Visconde, no bairro da Pedreira. O Sindjuf-PA/AP disponibilizará transporte para o local do ato. O ônibus estará disponível, a partir da 8h, em frente ao TRE-PA.

Fonte: Imprensa Sindjuf-PA/AP