Após sofrer sucessivas perdas de direitos, diversas categorias, entre elas servidores do Dataprev, Petrobras, Correios e Casa da Moeda deflagraram greve para lutar contra o processo de privatizações e demissões.

Diante do cenário de sucateamento, outros setores também iniciaram um movimento de resistência e estão construindo uma Mobilização Nacional para o dia 18 de março.

Rumo ao 18 de março, algumas categorias já aprovaram greve, entre elas, servidores do Judiciário Federal. Oito Estados, onde estão localizadas as bases da categoria já aprovaram a adesão à greve nacional, são eles: Rio Grande do Sul, São Paulo, Sergipe, Santa Catarina, Rio de Janeiro, Alagoas, Minas Gerais e Goiás.

Sindjuf-PA/AP deve definir adesão no dia 14 de março

O Sindjuf-PA/AP reforça a convocação de todos os servidores da sua base para participarem da Assembleia Geral Extraordinária que ocorrerá no dia 14 de março, no hotel Beira Rio, em Belém, para deliberação sobre a adesão à greve geral de 18 de março, na ocasião também serão eleitos delegados e observadores para a XXII Plenária Nacional da Fenajufe que ocorrerá nos dias 26, 27 e 28 de junho de 2020 em Belém, Pará.

O Congresso Nacional já sinalizou a pretensão de encaminhar proposta da Reforma Administrativa ainda no primeiro semestre, por isso, no dia 18 de março, servidores públicos das três esferas de governo precisam se unir.