O Sindjuf-PA/AP está apurando um possível caso de desrespeito aos protocolos sanitários na retomada das atividades presenciais dos servidores do TRE do Pará. O retorno ocorreu no início desta semana.

Segundo informações levantadas pelo Sindicato, o Tribunal em uma atitude de insensibilidade com a saúde e a vida dos servidores não estaria aplicando medidas efetivas de prevenção à Covid-19.

O Sindicato apurou que não foram distribuídas durante o retorno, máscaras e face shield. Produtos para higiene, como álcool em gel não foram disponibilizados em dispense, somente em frascos coletivos por setor. As estações de trabalho não foram adaptadas para o atual momento e não há fiscalização dos protocolos de segurança exigidos por lei, e que são vitais para a proteção dos trabalhadores.

A Entidade lembra que os testes também são uma medida de proteção, porém os servidores do regional não passaram pelo processo de testagem para detectar possível contaminação.

O SINDJUF-PA/AP ressalta a preocupação com a categoria, uma vez que esse cenário de insegurança coloca em risco a saúde de todos que circulam pelo prédio.

A Entidade recentemente reconheceu a iniciativa positiva do Tribunal Eleitoral do Amapá, que adotou todas as medidas de segurança para um retorno seguro dos servidores e lamenta a postura do Tribunal do Pará.

A Assessoria Jurídica do Sindicato já marcou uma reunião com a administração do Tribunal para buscar providências. A reunião acontecerá no dia primeiro de outubro.

O Sindicato salienta que está à disposição dos servidores que se sentirem prejudicados no ambiente de trabalho, em relação aos cumprimentos dos protocolos sanitários.