O Sindjuf-PA/AP manifesta sua solidariedade aos professores da rede pública de ensino em razão das agressões verbais proferida pelo Diretor Comercial do Grupo Líder, Orimar Benedito Sousa Rodrigues.

Orimar afirmou que os professores da rede pública estão desde o início da pandemia sem trabalhar e que, portanto, deveriam ser exonerados, de modo a garantir o auxílio emergencial.

O Sindjuf-PA/AP repudia a fala de Orimar que ataca os profissionais da educação, que mesmo com as dificuldades de estrutura e financeira, mantém suas atividades remotamente.

O auxílio emergencial é uma medida de proteção à população brasileira frente à pandemia, porém este recurso não tem sido disponibilizado conforme a necessidade do povo, demonstrando a inoperância do governo, por isso,  os professores não podem ser responsabilizados pelo fracasso do Governo Bolsonaro.

Todo nosso apoio à categoria. Esperamos imediata retratação do Grupo Líder aos profissionais da educação pública.