O Sindjuf-PA/AP comemorou o Dia Internacional da Mulher recebendo as mulheres do judiciário para um bate-papo sobre Direitos e Autoestima. A Roda de Conversa contou com a participação da advogada e assessora jurídica do Sindicato, Dra. Lara Iglezias que vem atuando em prol do empoderamento feminino através do programa Empodere para mulheres. O Sindicato também recebeu a sindicalista Mara Rejane Weber, coordenadora do Sintrajufe-RS, pesquisadora e militante na área da saúde dos trabalhadores, violência e combate ao assédio no ambiente de trabalho.

Realizada através do aplicativo Zoom, a conversa começou por volta de 15h40 e contou com a presença de mulheres do Pará, do Amapá e do Rio Grande do Sul.

A Dra. Lara iniciou a discussão falando sobre as desigualdades e dificuldades enfrentadas pelas mulheres, acentuadas com a pandemia. A advogada também falou sobre os tipos de violência que as mulheres podem sofrer e que o melhor meio de combate é a denúncia em uma delegacia feminina, onde a mulher estará amparada pela Lei Maria da Penha.

A conversa prosseguiu com a fala da sindicalista Mara Weber que apresentou dados estatísticos que demonstram como as desigualdades ainda são latentes em se tratando de gênero. Mara falou das exigências impostas às mulheres, onde elas são obrigadas pela sociedade a dar conta de tudo, principalmente das tarefas domésticas que ainda não são divididas de forma igualitária entre os moradores de uma casa.

A programação também contou com a intervenção e depoimento de outras participantes que compartilharam pontos de vista, dificuldades e angústia nesse universo vivenciado por mulheres. 

O evento foi finalizado com uma dinâmica feita pela Dra. Lara e pelas mensagens de encerramento deixadas pela coordenadora Mônica Genú e pela coordenadora Decana do Sindicato, Dra. Adélia Mercês, que aos 93 anos foi imunizada contra a Covid-19.