Os municípios de Belém, Ananindeua e Marituba amanheceram nesta quinta-feira (27) com paralisação total da frota de ônibus das cidades que integram a zona metropolitana da capital paraense em decorrência da deflagração de greve dos trabalhadores rodoviários. 

A categoria, organizada pelo Sindicato dos Rodoviários do Pará, reivindica aumento real do salário e medidas para garantir a saúde de motoristas e cobradores durante a pandemia.

Segundo denúncias dos rodoviários, as empresas de ônibus não disponibilizam se quer máscara para seus trabalhadores. A colocação de proteção acrílica também está sendo reivindicada. 

O TRT8ª  concedeu liminar em ação de Tutela Cautelar Antecedente, protocolada pelo Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros de Belém – SETRANSBEL, determinando a circulação de 80% da frota de ônibus durante o período de greve, uma determinação que claramente tenta enfraquecer o movimento legítimo dos trabalhadores. 

Por Tainá Lima do Sindjuf-PA/AP

*Imagem Fábio Costa