Em seminário, sindicatos concluem por necessidade de mobilizações, paralisações e greves por todo o país, dada a situação precária dos trabalhadores

Condsef/Fenadsef

Diante dos congelamentos salariais de servidores que podem acumular 15 anos de desvalorização e diante dos anúncios de privatizações do Governo Federal, o Fórum de Entidades Nacionais dos Servidores Públicos Federais (Fonasefe) deliberou por um Dia de Luta do Funcionalismo, agendado para 24 de março, quarta-feira.

Servidores que participaram do seminário nacional do Fórum, realizado de forma remota nos dias 15 e 16, concluem serem necessárias mobilizações, paralisações e greves para destacar a importância da categoria, que tem atuado na linha de frente do combate à pandemia. No Dia de Luta, também está prevista programação especial com debate que será transmitido ao vivo pela TV Câmara, das 18 às 20 horas.

Seminário Nacional

A programação do Seminário Nacional promoveu debates sobre os ataques do Governo Bolsonaro aos serviços públicos e aos trabalhadores. Também foi realizada análise de conjuntura da política atual, considerando o cenário de pandemia e de Estado Mínimo que aprovou a PEC 186. Projetos em tramitação no Congresso Nacional foram discutidos.

Para o Secretário Adjunto de Comunicação da Condsef/Fenadsef Rogério Antônio Expedito, o seminário cumpriu papel importante para dar visão global do que vem acontecendo. “Falamos sobre alternativas que o governo tem para conseguir recursos sem retirar direitos dos servidores. Foi um evento fundamental para mobilização da categoria”, comenta.

Centrais sindicais e partidos políticos de oposição também participaram do evento, apresentando caminhos e opiniões. O calendário de lutas, que terá início no próximo dia 24, almeja avançar para enfrentamentos intensos.

Fonte: https://www.condsef.org.br/noticias/entidades-fonasefe-definem-dia-luta-funcionalismo-24-marco